Traumatologia Facial

Trauma facial, também relatado como trauma maxilo facial, trata-se de qualquer ferimento físico localizado na face, podendo afetar, consecutivamente, sua pele, gordura, músculos, nervos e ossos e, nos casos mais graves, se associar a dano cerebral. O trauma facial pode acarretar em perda de sensibilidade na pele, cicatrizes anti-estéticas, retrações, lesões na visão, dificuldade na respiração, paralisia facial e perdas dentárias.

O cirurgião buco maxilo, muitas vezes solicitado para agir em casos emergenciais, é o tipo de especialista que irá realizar o tratamento do paciente que sofre de traumatismo facial. Esse cirurgião irá tentar reparar grande variedade de danos que se estabelecem na boca, na face, nos maxilares e nas lacerações que podem existir nos lábios, como também nos dentes e nos ossos do rosto. Entre os sintomas das fraturas faciais está a dor, o adormecimento do queixo, dos lábios, da língua, do nariz, a dificuldade em movimentar a boca e lacerações profundas sobre os ossos.

Quando há dúvidas a respeito das fraturas, recursos como a radiografia, exame clínico, avaliação neurológica e exames complementares são utilizados para diagnóstico. A técnica principal de tratamento das fraturas faciais é o alinhamento de segmentos ósseos e fixação com placas e parafusos de Titânio que necessitam ser mantidos em posição até atingir a estabilização. O tempo de tratamento depende da idade do paciente e, sobretudo, da gravidade de sua fratura.

A principal causa de trauma facial são acidentes de automóveis e motos, violência interpessoal, acidentes de trabalho, quedas e lesões esportivas.

Nossa equipe está cadastrada nos principais Hospitais para prestar Pronto Atendimento de Urgência e Emergência relacionado aos traumas faciais.

17 Comentários

  1. Maria
    quinta-feira, 14/12/2017 às 10:31 | Permalink

    Bom dia, dr! Fiz uma retirada de sisos e aparentemente estavam bem complicados. Há uma semana estou evoluindo com uma parestesia em metade da língua, com total perda da sensibilidade. Qual a melhor abordagem pra essa situação? Existe algum procedimento que de fato melhore?

    • João Hyppolito
      quinta-feira, 14/12/2017 às 14:01 | Permalink

      Boa tarde! As vezes quando o dente está em posição mais difícil para ser removido, pode ocorrer algum trauma ao nervo lingual que passa próximo ao siso inferior. Só o fato de encostar nesse nervo, já pode vir a ter a parestesia. Não é muito comum de acontecer mas pode acontecer. Na grande maioria das vezes é totalmente reversível. Alguns medicamentos podem ajudar nesta recuperação da sensibilidade.
      cirurgia bucomaxilofacial
      bucomaxilo
      siso
      ortognatica

  2. Carlos De Araújo Ferreira
    segunda-feira, 16/10/2017 às 10:01 | Permalink

    Como faço pra enviar esse raio-d

  3. Mara
    domingo, 15/10/2017 às 11:23 | Permalink

    Gostaria de saber se tem como reverter uma sequela de uma cirurgia, fiz uma cirurgia de um tumor na parotida e teve o nervo sacrificado, gostaria de saber se vc pode fazer isso é tem como objetivo melhorar os meus movimentos faciais?

    • João Hyppolito
      segunda-feira, 16/10/2017 às 07:23 | Permalink

      Bom dia,
      Não realizo esse procedimento.

  4. Carlos De Araújo Ferreira
    quinta-feira, 12/10/2017 às 19:10 | Permalink

    Boa noite doutor,faz 20 dias que sofri um acidente de moto,onde acabei fraturando o maxilar,devido a isso não tenho conseguido mastigar,ja fiz um raio-x da face e um panorâmico,onde se constatou a fratura no lado esquerdo da minha face,gostaria de saber quais sao os custo de uma cirurgia pra corrigir esse problema e se deixa alguma cicatriz no rosto,um forte abraço e aguardo sua resposta.

    • João Hyppolito
      segunda-feira, 16/10/2017 às 07:27 | Permalink

      Bom dia! As fraturas na Maxila e mandíbula devem ser tratadas com cirugia. Eu aguardo você me enviar seu Rx para que possa te orientar com relação ao tratamento.

  5. segunda-feira, 31/07/2017 às 16:45 | Permalink

    A cirurgia do teto da órbita quanto tempo a recuperação pra pessoa volta a trabalhar

  6. Maria Orsini Tavares
    terça-feira, 30/05/2017 às 15:07 | Permalink

    Tenho tido muita dor na ATM e já fiz vários tratamentos e até coloquei e não passa a dor. Que posso fazer?

    • João Hyppolito
      quarta-feira, 31/05/2017 às 19:36 | Permalink

      Boa Tarde Maria,
      Os tratamentos para problemas na ATM ( Articulação Têmporo Mandibular ) variam desde tratamentos clínicos até tratamentos cirúrgicos. O ideal é que você seja avaliada por nós para que possamos estabelecer seu diagnóstico e tratamento.

  7. domingo, 21/05/2017 às 10:45 | Permalink

    Bom dia Dr.
    Meu pai sofreu um acidente de trânsito com fratura de base de crânio e fratura do ângulo da mandíbula além de fratura do zigomático, moramos em Redenção, e em função do trauma ele ainda está bastante desorientado, gostaria de saber se eu levar as tomografias e radiografias que já foram realizadas o senhor poderia fazer uma avaliação parcial e depois levasse ele.

    • João Hyppolito
      domingo, 21/05/2017 às 10:52 | Permalink

      Bom dia! Sim pode me enviar as imagens.

    • João Hyppolito
      quarta-feira, 31/05/2017 às 19:40 | Permalink

      Boa Tarde! As fraturas de mandíbula geralmente precisam ser tratadas através de cirurgia. Avaliaremos o caso dele para tratamento imediato.

  8. domingo, 02/04/2017 às 17:11 | Permalink

    Dr..Marquei uma consulta para um Primo mas para tirar duvidas ele queria muito fazer logo a cirurgia Ortognatica mas ainda não colocou o aparelho o Dentista que ele ta fazendo tratamento falou que teria que usar aparelho por um ano ou mas …só que ele também falou q não adiantava colocar aparelho se meu primo não tivesse disposto a fazer a ortognatica porque só iria piorar o caso dele… Posso levar ele para o senhor nos explicar os detalhes dessa cirurgia e dizer se no caso dele poderia fazer a cirurgia antes de colocar o aparelho ???

    • João Hyppolito
      segunda-feira, 03/04/2017 às 06:36 | Permalink

      Sim, pode agendar uma consulta que explicarei tudo sobre a cirurgia ortognática.

Tire suas dúvidas com o Dr. João Hyppolito

Seu email nunca será publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios *